Cultive tomates incríveis rapidamente incorporando estes 5 ingredientes em seu solo!

Você está ansioso para cultivar tomates saborosos e substanciais em seu próprio quintal? Você é sortudo! Os tomates cultivados em casa oferecem uma experiência de sabor incomparável em comparação com variedades insípidas compradas em lojas. A frescura e a suculência dos tomates cultivados em casa realçam qualquer prato, tornando-os uma adição valiosa a qualquer jardim.

Mas como você pode garantir que seus tomates atinjam todo o seu potencial? Descubra estes 8 fertilizantes naturais que irão nutrir seus tomateiros e produzir frutos lindos e saborosos:

  1. Bicarbonato de sódio

Aumente a doçura dos tomates espalhando uma pequena quantidade de bicarbonato de sódio na base das plantas. À medida que é absorvido pelo solo, o bicarbonato de sódio reduz os níveis de acidez, resultando em tomates mais macios e doces.

  1. cabeças de peixe

Aproveite uma antiga prática de jardinagem usando cabeças de peixe como fertilizante. Ricas em nitrogênio, potássio, cálcio e fósforo, as cabeças dos peixes promovem forte crescimento e sabor do tomate. Para evitar que os insetos os incomodem, enterre as cabeças dos peixes com pelo menos 30 cm de profundidade no solo ou crie um fertilizante caseiro infundindo os restos dos peixes em uma mistura de água e leite.

  1. Aspirina

Melhore a saúde e a imunidade de seus tomateiros adicionando 2 ou 3 comprimidos de aspirina na cova de plantio. O ácido salicílico da aspirina protege contra doenças como a requeima, garantindo um crescimento vigoroso das plantas e maiores rendimentos.

  1. cascas de ovo esmagadas

Forneça cálcio essencial ao solo incorporando cascas de ovo trituradas na cova de plantio ou espalhando-as pelos tomateiros existentes. O excesso de cálcio promove a maturação das flores do tomate, resultando em rendimentos mais elevados.

  1. Sal Epsom

Combata a deficiência de magnésio em tomateiros adicionando 1 a 2 colheres de sopa de sal Epsom ao solo durante o plantio. Certifique-se de que as raízes não entrem em contato direto com o sal, cobrindo-as com uma fina camada de terra.