Descobrir o potencial das cascas de frutas cítricas como fertilizante gratuito e eficaz pode revolucionar o crescimento das mudas, mas é um recurso muitas vezes descartado. Com a chegada do inverno, não é apenas a época de coletar cascas de ovos e cebolas; É também o melhor momento para aproveitar o poder das cascas de frutas cítricas para nutrir as mudas.

Por que cascas de frutas cítricas?

O valor negligenciado das cascas de frutas cítricas reside na sua composição rica em nutrientes, contendo fósforo, potássio, nitrogênio e muito mais. Quando introduzidas no solo, estas cascas tornam-se um banquete para os microrganismos do solo, desencadeando uma cascata de libertação de nutrientes que beneficia o crescimento das plantas.

Além disso, as cascas de frutas cítricas contêm pectina, uma substância conhecida por melhorar a atividade microbiana do solo e, ao mesmo tempo, regular os níveis de umidade. Esta dupla função garante uma ótima hidratação do solo, fundamental para o vigor das mudas na fase de formação.

Colheita e Preparação:

O método preferido é a secagem das cascas de citrinos, quer com auxílio de aquecimento central, quer por secagem em forno. Depois de secas, as cascas podem ser facilmente pulverizadas com utensílios de cozinha ou rolo de massa, preparando-as para serem incorporadas ao solo.

Para tanto, pode-se utilizar qualquer variedade de cítricos, seja tangerina, laranja, limão, toranja ou lima.

Solicitação de mudas:

Integrar pó de casca de frutas cítricas moídas ao substrato de mudas mostra-se o método mais eficaz. Uma orientação geral sugere adicionar 2 colheres de sopa de pó cítrico por litro de substrato, o que pode constituir até 20% da mistura total.

Não se preocupe em exagerar; O excesso de pó de casca de frutas cítricas não prejudica as mudas, apenas melhora seu crescimento. A adoção de cascas de frutas cítricas como fertilizante não só conserva recursos, mas também maximiza o potencial das mudas, levando a uma colheita abundante.